7 de mar de 2010

Borrachinha

Na fila do ônibus estavam o pai e todos seus 16 filhos. Junto deles, um senhor de meia idade, com uma das pernas de pau. O ônibus chegou, a criançada entrou primeiro e ocupou todos os bancos vazios. Os dois senhores entraram e ficaram de pé.
Na arrancada do ônibus o senhor da perna de pau, com visível dificuldade, desequilibrou-se para trás, e o barulho foi inconfundível. TOC... TOC... TOC... TOC....
Quando o ônibus freou, a mesma coisa aconteceu, agora para frente. TOC... TOC... TOC... TOC...
Na arrancada, novamente: TOC... TOC... TOC... TOC...
E assim foi, por várias vezes. Num determinado momento, já incomodado com o barulho e ao mesmo tempo tentando ser gentil e metido a interessante em ajudar o próximo, o pai das 16 crianças disse ao perneta:
- Perdão, mas eu gostaria de fazer uma sugestão ao senhor. Por que o senhor não coloca uma borrachinha na ponta do pau? Com certeza vai diminuir o barulho e incomodar menos a todos.

Imediatamente, o perneta respondeu:
- Agradeço a sugestão, mas se o senhor também tivesse colocado uma borrachinha na ponta do seu, há alguns anos atrás, estaríamos todos sentados numa boa......

0 comentários: