21 de set de 2011

O dilema das filas

31 de ago de 2011

Cacique e a meteorologia

Aproxima-se o inverno. Os notáveis da tribo vão ao cacique se esclarecer:
- Ô Grande Chefe, o inverno este ano será rigoroso ou ameno?

O chefe, nascido e criado em tempos modernos, não aprendera como seus ancestrais os milenares segredos da meteorologia. Entretanto, não podia e nem queria demonstrar insegurança. Olhou para o céu por algum tempo, elevou e estendeu as mãos, sentiu o rumo dos ventos e, em tom sereno, profético e firme anunciou:
- Teremos um inverno muito forte! É bom catar muita lenha!

Semana seguinte, preocupado com o chute, telefonou para o Serviço Nacional de Meteorologia e ouviu a resposta:
- Sim. O inverno deste ano será muito frio!

Sentiu-se, então, mais aliviado e seguro. Novamente aconselhou todo seu povo:
- O melhor que se faz é catar muita lenha... O inverno será rigoroso!

Dois dias depois, ligou novamente para o Serviço Nacional de Meteorologia e não deu outra:
- Sim... As evidências apontam este ano como de inverno muito rigoroso!

Dirigiu-se novamente a seu povo:
- Teremos um inverno muito rigoroso. Catem todo pedaço de lenha que encontrarem, temos que aproveitar até os gravetos.

Semana seguinte, ainda um pouquinho inseguro, ligou para a meteorologia outra vez:
- Vocês tem certeza que teremos um inverno tão rigoroso assim, como estão afirmando há dias?
- Sem a menor dúvida, responde o meteorologista de plantão. Este ano teremos um frio muito, mas muito intenso mesmo, fora das médias tradicionais.
- E o que leva o homem branco a ter tamanha certeza?
- Meu amigo, este ano os índios estão catando lenha pra caraaaaalho!!!

29 de ago de 2011

Divisão de almas

Em uma cidadezinha do interior havia um abacateiro carregado dentro do cemitério. Dois amigos decidiram entrar lá à noite (quando não havia vigilância) e pegar todos os abacates. Eles pularam o muro, subiram a árvore com as sacolas penduradas no ombro e começaram a distribuir o prêmio:
- Um pra mim... Um pra você!
- Um pra mim... Um pra você!
- Pô, você deixou dois caírem do lado de fora do muro!
- Não faz mal, depois que a gente terminar aqui pegamos os outros dois!
- Então tá bom... Mais um pra mim... Um pra você!

Um bêbado, passando do lado de fora do cemitério, escutou esse negócio de "Um pra mim... Um pra você" e saiu correndo em disparada para a delegacia. Chegando lá, virou aflito para o policial:
- Seu guarda, seu guarda vem comigo! Deus e o diabo estão no cemitério dividindo as almas dos mortos!
- Ah, cala a boca bêbado!
- Juro que é verdade! Vem comigo!

Os dois foram até o cemitério, chegaram perto do muro e começaram a escutar:
- Um pra mim... Um pra você!
- Um pra mim... Um pra você!

O guarda assustado:
- É verdade! É o apocalipse!
- Eles estão dividindo as almas dos mortos! O que será que vem depois?

E então:
- Um pra mim.... Um pra você! Pronto! Acabamos aqui. E agora?
- Agora a gente vai lá fora e pega os dois que estão do outro lado do muro!

Reencontro de Idosos

Um grupo de amigos de 40 anos discutiam e discutiam para escolher o restaurante onde iriam encontrar-se para jantar. Finalmente decidiram-se pelo Restaurante O Caipira porque as
empregadas usavam mini-saias e blusas muito decotadas.

Dez anos mais tarde, aos 50 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram e discutiram para escolher o restaurante. Finalmente decidiram-se pelo Restaurante O Caipira porque a comida era muito boa a havia uma ótima seleção de vinhos.

Dez anos mais tarde, aos 60 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram e discutiram para escolher o restaurante. Finalmente decidiram-se pelo Restaurante O Caipira porque ali podiam comer em paz e sossego e havia sala de fumantes.

Dez anos mais tarde, aos 70 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram e discutiram para escolher o restaurante. Finalmente decidiram-se pelo Restaurante O Caipira porque lá havia uma rampa para cadeiras de rodas e até um pequeno elevador.

Dez anos mais tarde, aos 80 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram e discutiram para escolher o restaurante. Finalmente decidiram-se pelo Restaurante O Caipira.
Todos acharam que era uma grande ideia porque nunca tinham estado lá antes.

Ferrorama

A mãe estava trabalhando na cozinha e escutando o filhinho, de cinco anos, brincar com o seu novo trem elétrico na sala. Ela escuta o trem parar, e seu filho dizer aos bonequinhos:
- Todos os filhos da puta que querem desembarcar saiam desta porra de trem agora, porque essa merda é a última parada! E todos os filhos da puta que estavam voltando e desejam entrar na porra deste trem, coloquem suas bundas no trem agora, porque nós vamos sair com essa merda daqui a pouco!

A mãe foi imediatamente à sala e falou ao filho:
- Nós não usamos esse tipo de linguagem aqui em casa!!! Vá já para seu quarto e fique lá por 3 horas. Quando você voltar, poderá brincar novamente com o seu trenzinho, mas só se usar uma linguagem adequada!

Três horas depois, o garoto sai do quarto e volta à sala de estar, para brincar com seu trem. Logo o trem para e a mãe ouve o garoto dizer aos bonecos:
- Todos os passageiros que estão desembarcando do trem, por favor, lembrem-se de levar seus pertences. Nós agradecemos a todos por viajarem conosco hoje e esperamos que tivessem tido uma ótima viagem!

Ela escutou o pequenino continuar a falando:
- Para aqueles que já estão embarcando, pedimos que acomodassem suas bagagens de mão debaixo dos assentos. Por gentileza, lembre-se que não há área para fumantes neste trem. Esperamos que todos tenham, hoje, uma viagem prazerosa e relaxante.

A mãe estava contentíssima. Seu castigo parecia haver funcionado. Aí, o garoto adicionou:
- E para aqueles que estão putos da vida com o atraso de 3 horas, reclamem com aquela vaca que tá lá na cozinha!

28 de ago de 2011

O Barbeiro

Certo dia um florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo. Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O florista ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.

Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O padeiro ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.

Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo. Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O deputado ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar cabelo.
Essa história ilustra bem a grande diferença entre os cidadãos do nosso país e os políticos que o administram.

21 de ago de 2011

Ao Caro Dr. Antônio Rodrigues (Psicólogo e Psicoterapeuta),
Espero que possa me ajudar.
Peguei meu carro e saí pra trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre. Rodei pouco mais de 1 km quando o motor morreu e o carro parou. Voltei pra casa, para pedir ajuda ao meu marido. Quando cheguei, nem pude acreditar, ele estava no quarto, com a
filha da vizinha!
Eu tenho 32 anos, meu marido 34, e a garota 22. Estamos casados há 10 anos, ele confessou que estavam tendo um caso há 6 meses. Eu o amo muito e estou desesperada. Você pode me ajudar?

Antecipadamente grata.
Patrícia


----------x----------


Cara Patrícia,

Quando um carro pára depois de haver percorrido uma pequena distância
, isso pode ocorrer devido a uma série de fatores. Comece por verificar se tem gasolina no tanque. D
epois veja se o filtro de gasolinanão está entupido.

Verifique também se tem algum problema com a injeção eletrônica. Se nada
disso resolver o problema, pode ser que a própria bomba de gasolina esteja com defeito, não proporcionando quantidade ou pressão suficiente nos injetores. A pessoa ideal para ajuda-lá seri
a um mecânico.
Você jamais deveria voltar em casa para chamar seu marido. Ele não é mecânico.
Assuma seu erro! Não repita mais isso!!!

Espero ter ajudado.
Dr. Antônio Rodrigues.

Papagaio safado

Tinha um papagaio muito abusado que ficava na porta da barbearia. Sempre que a Selminha passava por lá, ele chamava:
- Oi, puta!

Ela, já estava farta disso, então um dia queixou-se ao dono da barbearia, que resolveu dar um castigo no papagaio: pintou o sacana todo de preto.
Dois dias depois Selminha passou na porta e o papagaio, todo pintado de preto, não disse nada. No dia seguinte passou mais duas vezes, e o bicho quieto. Ela começou a rir e perguntou:
- E aí, mané, não vai dizer nada hoje?
E o papagaio, tranquilamente, cheio de marra responde:
- Quando estou de smoking não falo com putas!

Deslocamento de órgão

Encontram-se dois amigos. Um diz pro outro:
- Você está com aspecto horrível! Você está doente?
- Sim, estive no médico e ele diagnosticou deslocamento de órgão.
- Deslocamento de órgão? Nunca escutei falar. O que é isso?
- Meu fígado foi pro caralho!

O relógio do James Bond

James Bond entra num bar e senta-se ao balcão, cruza as pernas, pede um vodka martini e vê as horas. Uma atraente moça que tinha estado a observá-lo com muito interesse desde que chegara, aproxima-se e exclama:
- Que lindo relógio! Tem muitas funções?
- Claro! Este relógio Omega permite-me observar, de imediato, o que se passa à minha volta, mais dos que os meus olhos podem ver. Por exemplo, você está sem calcinha.
- O teu relógio é uma grande merda, porque eu estou usando calcinha, sim senhor...

Então, James Bond observa novamente o relógio, dá-lhe umas pancadinhas e responde:
- Desculpa querida, está adiantado 15 minutos!

8 de ago de 2011

CIRURGIA GRATUITA DIA 08 E 09 DE AGOSTO!

(clique na foto para ampliar)
~um pouco tarde, mas fica ai a minha contribuição~

26 de jul de 2011

Receita Libanesa de Quibe Frito

No preparo, não há como errar: é só seguir corretamente a receita (nunca se deve ficar improvisando e trocando ingredientes, aí sim é um bom caminho para dar tudo errado)
Mãos à obra e bom apetite!!!!





ل عارف
ان الامارات بلاد دين و خير و نعمه و
اخلاق...ما في احد ينتظر منك انت تسب فيها
انته ولا عشر من اشكالك...لانك في النهايه
فاشل,ساقط,هابط,غ يران من الامارات و من
النعمه اللي اهلها عايشين فيها...و الرسول
قال ادكرو محاسن موتاكم و انت تقول دعاره
بفضل زايد...خرا عليك و على اللي من اشكالك
مكانة ابوظبي عالمبا...الحمدلل ه الكل عارف
ان الامارات بلاد دين و خير و نعمه و
اخلاق...ما في احد ينتظر منك انت تسب فيها
لا انته ولا عشر من اشكالك...لانك في
النهايه فاشل,ساقط,هابط,غ يران من
الامارات و من النعمه اللي اهلها عايشين
فيها...و الرسول قال ادكرو محاسن موتاكم و
انت تقول دعاره بفضل زايد...خرا عليك و على
اللي من اشكالك
مكانة ابوظبي عالمبا...الحمدلل ه الكل عارف
ان الامارات بلاد دين و خير و نعمه و
اخلاق...ما في احد ينتظر منك انت تسب فيها
لا انته ولا عشر من اشكالك...لانك في
النهايه فاشل,ساقط,هابط,غ يران من
الامارات و من النعمه اللي اهلها عايشين
فيها...و الرسول قال ادكرو محاسن موتاكم و
انت تقول دعاره بفضل زايد...خرا عليك و على
اللي من اشكالكمكانة ابوظبي
عالمبا...الحالكل عارف ان الامارات بلاد
دين و خير و نعمه و اخلاق...ما في احد ينتظر
منك انت تسب فيها لا انته ولا عشر من
اشكالك...لانك في النهايه فاشل,ساقط,هابط,غ
يران من الامارات و من النعمه اللي اهلها
عايشين فيها...و الرسول قال ادكرو محاسن
موتاكم


Eu já provei mas gostaria de um pouco mais de hortelã e cebola na receita. Não deixe fritar muito para o quibe ficar mais macio.

Fica a dica ;)

Nariz entupido

No Interior de Minas, um casal de amigos caminhava pelo pasto de uma fazenda, até que viram um cavalo transando com uma égua, e a amiga logo perguntou:
- Carzarbertoo..., o que é aquilo?
- Elis tão casalano, sô! A égua tá no cio, o cavalo percebeu isso e ta
mandano brasa!!!
- Mais cumé co cavalo sabe que ela tá no cio, Arbertoo?
- Aaara!!, é co cavalo sente o cheiro da égua no cio, sô!

Passaram mais adiante, e tinha um bode transando com uma cabra, e a amiga perguntou de novo, e o Amigo deu a mesma resposta.

Mais na frente, lá estava um boi pegando uma vaca, e ela tornou a perguntar, e ele deu a mesma resposta: que o boi também sentia o cheiro da vaca no cio. Foi aí que a amiga perguntou:
- Ô Carzalbertoo, se eu perguntá uma coisa pr'ocê, ocê jura que num vai ficá chatiado?
- Craro que não, miga! Ocê pode perguntá!
- OCÊ TÁ COM O NARIZTUPIDO?




Old but gold ;) hahaha

Ganância

O Casal estava jogando golfe no quintal quando na terceira tacada o marido diz:
- Querida, tome cuidado ao acertar a bola, não vá mandá-la numa dessas casas e quebrar uma vidraça. Vai custar uma fortuna para consertar.

Mal termina a frase, ela dá a tacada e estilhaça uma vidraça. O marido se desespera:
- Eu disse para tomar cuidado!
- E agora, como vai ser ?
- Vamos até lá pedir desculpas e ver quanto vai ser o prejuízo.

Eles batem à porta e ouvem uma voz:
- Podem entrar.



Eles abrem a porta e vêem vidro espalhado pelo chão e uma garrafa quebrada perto da lareira. Um homem sentado no sofá diz:
- Vocês são os que quebraram a minha janela?
- Sim. Sentimos muito e queremos pagar o prejuízo. - responde o marido.
- De jeito nenhum. Eu que quero agradecer-lhes. Sou um gênio que estava preso nesta garrafa há milhares de anos. Vocês me libertaram. Posso conceder três desejos. Eu dou um desejo a cada um e guardo o terceiro para mim.
- Que legal! - diz o marido. - Quero um milhão de dólares por ano, pelo resto de minha vida.
- Sem problema. É o mínimo que eu posso fazer. E você, o que gostaria de pedir? - diz o gênio olhando para a esposa.
- Quero uma casa em cada país do mundo, ela responde.
- Pode considerar seu desejo realizado. - diz o gênio.
- E qual é seu desejo, gênio ? - o marido pergunta.
- Bem, desde que fiquei preso nesta garrafa há milhares de anos não tive mais a oportunidade de fazer sexo. Meu desejo é ter sexo com sua mulher.

O marido olha para sua esposa e diz:
- Bem,querida, nós ganhamos um monte de dinheiro e todas essas casas. Acho que ele não está pedindo muito.

O gênio leva a mulher para o quarto e passa duas horas com ela. Depois de terminar, ao se vestirem, o gênio olha para ela e pergunta:
- Quantos anos tem seu marido?
- 35.
- E você ?
- 29.
- Puta que pariu ! E vocês ainda acreditam em gênios?




No fim das contas a mulher é que se deu bem... hahahahaha

Que mãe BURRA!


HAHAHAHAHA

Cunhado

Em São Paulo, um cara passou mal no meio da rua, caiu, e foi levado para o setor de emergência de um hospital particular, pertencente à Universidade Católica, e administrado totalmente por Freiras.
Lá, verificou-se que teria que ser urgentemente operado no coração, o que foi feito com êxito.
Quando acordou, a seu lado estava a Freira responsável pela tesouraria do hospital e que lhe disse prontamente:
- Caro Senhor, sua operação foi bem sucedida e o Senhor está salvo. Entretanto, um assunto precisa sua urgente atenção: como o Senhor pretende pagar a conta do hospital? O Senhor tem seguro-saúde?
- Não, Irmã.
- Tem cartão de crédito?
- Não, Irmã.
- Pode pagar em dinheiro?
- Não tenho dinheiro, Irmã.
- Em cheque, então?
- Também não, Irmã.
- Bem, o senhor tem algum parente que possa pagar a conta?
- Ah... Irmã, eu tenho somente uma irmã solteirona, que é freira, mas não tem um tostão.
A Freira, corrigindo-o:
- Desculpe que lhe corrija, mas as freiras não são solteironas, como o senhor disse.

Elas são casadas com Deus!
- Magnífico! Então, por favor, mande a conta pro meu cunhado!

Assim nasceu a expressão:
"Deus lhe pague".

16 de jul de 2011

Visita ao Ginecologista

3 de jul de 2011

Arte em Cheques

Que magicoooooooooow *0*


Recebi por e-mail.

16 de jun de 2011

Dor de cabeça?

Um tipo que sofria de uma dor de cabeça crônica infernal foi ao médico que, depois dos exames da praxe, lhe disse:
- Meu caro, tenho uma boa e outra má notícia. A boa, é que posso curá-lo dessa dor de cabeça para sempre. A má notícia é que para fazer isso eu preciso castrá-lo! Os seus testículos estão pressionando a espinha, e essa pressão provoca uma dor de cabeça infernal. Para aliviar o sofrimento, preciso removê-los'.

O tipo levou um choque, e caiu em depressão. Passou dias meditando. Indagava se havia alguma coisa pela qual valesse a pena viver.
Não teve outra escolha a não ser submeter-se à vontade do bisturi.
Quando deixou o hospital, pela primeira vez, depois de 20 anos, não sentia dor de cabeça. No entanto, percebeu que uma parte importante de seu corpo estava faltando.
Enquanto caminhava pelas ruas notou que era um homem diferente, e que poderia ter um novo começo.
Avistou uma loja de roupas masculinas de classe e:
- É disto que eu preciso, disse para si mesmo. Quero um fato novo, pediu ao vendedor.

O vendedor, alfaiate de idade avançada, deu uma olhadela, e falou:
- Vejamos... é um 44 longo.

O tipo riu:
- É isso mesmo, como é que o senhor soube?
- Estou no ramo há mais de 60 anos, respondeu o alfaiate.

Experimentou o fato, que lhe caiu muito bem. Enquanto se admirava no espelho, o alfaiate perguntou:
- Que tal uma camisa nova?

Ele pensou por alguns instantes:
- Claro.

O alfaiate olhou e disse:
- 34 de manga, e 16 de pescoço.

E ele pasmado:
- Mas, é isso mesmo, como pôde adivinhar?
- Estou no ramo há mais de sessenta anos, disse.

Experimentou a camisa e ficou satisfeito.
Enquanto andava pela loja, o alfaiate sugeriu-lhe:
- Que tal uma cueca nova?
- Claro, respondeu o homem.

O alfaiate olhou seus quadris, e disse:
- Vejamos.... acho que é 36.

O gajo soltou uma gargalhada.
- Desta vez, enganou-se. Uso o tamanho 34 desde os 18 anos de idade.

O alfaiate sacudiu a cabeça:
- Você não deve usar 34. O tamanho 34 pressiona-lhe os testículos contra a espinha, e essa pressão vai provocar-lhe uma dor de cabeça infernal.


MORAL DA HISTÓRIA: Peça sempre uma segunda opinião!

12 de jun de 2011

Homem só pensa nisso mesmo

O melhor baterista do mundo

Por que, para os terroristas árabes, é tão fácil se suicidar?

É proibido:
1- Sexo antes do casamento;
2- Tomar bebidas alcoólicas;
3- Ir a bares;
4- Ver televisão;
5- Usar a Internet;
6- Esportes, estádios, festas com mulheres;
7- Tocar buzina;
8- Comer carne de porco;
9- Música não religiosa;
10- Ouvir rádio;
11- Barbear-se;

Além disso:
12- Tem areia por todos os lados e nenhum buggy para se divertir;
13- Farrapos em lugar de roupas;
14- Come-se carne de burro cozida sobre bosta de camelo;
15- As mulheres usam burka e não dá para ver nem a cor dos olhos;
16- A esposa é escolhida pelos outros e o rosto é visto só na procriação;
17- Sexo depois de casado só para procriar e feito no escuro com a mulher vestida com o shake;
18º - Reza-se para Alah: 06:00 às 09:00 | 12:00 às 15:00 | 16:00 às 18:00 | 21:00 às 00:00 | No pôr do Sol;
19- A temperatura básica nos países árabes é entre 45º e 58º (em alguns lugares até mais altas);
20- Para economia de água, banho apenas uma vez por mês, nas partes mais sujas (pés).

E finalmente;
21- Ensinam que, quando morrer, vai para o paraíso e terá tudo aquilo com que sonha!

Assinado: Buda Gueu Bariu

11 de jun de 2011

Bicicleta à prova de pregos

Camera escondida

A loura e adestrador de crocodilos

Apresenta-se no palco um homem com um crocodilo. Depois de agradecer os aplausos, o homem pega num cacetete, dá uma leve pancada na cabeça do crocodilo e este abre a boca.

O homem abre a calça, ajoelha-se e coloca o pênis na boca do crocodilo. Começam a rufar os tambores e o público faz silêncio total. O homem então dá segunda cacetada na cabeça do crocodilo. Este começa a fechar a boca lentamente.
- Uaaahhh!!! - ouve-se a platéia.

O crocodilo, quando está quase a fechar a boca totalmente, pára! Na platéia o silêncio é geral. Apenas se ouve o rufar dos tambores. O homem dá uma terceira paulada na cabeça do crocodilo e este abre totalmente a boca. O público explode em aplausos e a orquestra começa a tocar.
O homem põe-se de pé, fecha a calça, e num tom desafiador pergunta aos espectadores:
- Alguém é capaz de fazer isto?

Aí, responde uma loira da platéia:
- Eu faço!!! Só não gosto que me batam na cabeça.





Recebi por e-mail.

Diário de uma mulher fiel, num cruzeiro marítimo

1º Dia:
Querido Diário, já estou preparada para fazer este maravilhoso cruzeiro que ganhei de
presente do meu marido. Vim sozinha e trouxe na mala minhas melhores roupas! Estou excitada!

2º Dia:
Querido Diário, estivemos todo o dia navegando. Foi lindo e vi alguns golfinhos e baleias. Que viagem maravilhosa estou começando! Hoje conheci o capitão, que por sinal é um belo homem.

3º Dia:
Querido diário, hoje estive na piscina. Fiz também um pouco de jogging e joguei mini-golfe. O capitão me convidou para jantar em sua mesa. Foi uma honra e a noite foi maravilhosa. Ele é um homem muito atraente e culto.

4º Dia:
Querido diário, fui ao cassino do navio! Tive muita sorte, pois ganhei U$80. O capitão me convidou para jantar com ele em seu camarote. A ceia foi luxuosa com caviar e champanhe. Depois de comermos, ele perguntou se eu ficaria em seu camarote, mas recusei o convite. Disse a ele que não queria ser infiel ao meu marido.

5º Dia:
Querido diário, hoje voltei à piscina para me bronzear um pouco. Depois, decidi ir ao piano bar e passar ali a tarde. O capitão me viu e me convidou para tomar um aperitivo. Realmente ele é um homem encantador. Perguntou-me de novo se eu queria visitá-lo em seu camarote naquela noite. E eu lhe disse que não, que era casada. Então ele falou que, se eu continuasse respondendo não, ele iria afundar o navio. Fiquei aterrorizada!

6º Dia:
Querido diário, hoje salvei 1600 pessoas. Três vezes!













Via, Gisele.
Um casal de velhinhos conversando no jardim do asilo onde moravam:
- Não podemos ter sexo, mas gostaria de ter alguém para segurar o meu pênis. Não creio que isso faça mal...

A coleguinha concordou, e durante dois meses se encontravam para tomar sol no terraço. Ele tirava o pênis para fora e ela pegava com muito carinho. Um belo dia ele desapareceu. Ela o procurou por toda parte no asilo e finalmente o encontrou no quintal, sentado ao lado de outra velhinha, que segurava o seu pênis. A antiga companheira ficou indignada:
- Durante dois meses eu segurei seu pênis sem problema e agora você me deixa por uma outra? O que é que ela tem que eu não tenho???

O velhinho retrucou sorrindo:
-Parkinson!!



Recebi por e-mail.

9 de mai de 2011

Avós explicam o facebook.



É, caros amiguinhos. Esse é o nosso destino.... hahahahahhahahahhaha


Recebi por e-mail, da Gisele.


Marido Celular

Em plena transa, quando as coisas estão "pegando fogo", a esposa diz ao marido:
- Nossa, amor! Você parece um celular!

O cara todo orgulhoso e se sentindo o tal, diz:
- Porque, querida, eu vibro muito?

E ela finaliza:
- Não. E que quando entra no túnel o sinal cai.....





Imaginei a cara de rage guy que o marido fez nesse momento!
AOIUEHOAEIHEAOIAEHOIAEOIEHAIOUEOIAEUAEHIAU

Bairros do Rio

Texto que define as características de cada bairro do Rio de Janeiro. O autor (que desconheço) não livrou quase ninguém.

ZONA CENTRAL:
Estácio, Cidade Nova e Catumbi: Bairros de merda que ninguém sabe que existem - pelo menos não de nome. Ficam entre a Tijuca e o Centro da Cidade. Na verdade, as únicas provas de sua existência são o metrô e a prefeitura.

Lapa: Historicamente ocupado por prostitutas, drogados, mendigos, travestis e cafetões. Hoje em dia é ocupado por prostitutas, drogados, mendigos, travestis e cafetões.

Rio Comprido: Os moradores do Rio Comprido insistem que moram na Tijuca. Como se realmente fizesse diferença...


ZONA NORTE:
Andaraí: Espremido entre a Tijuca, Maracanã, Grajaú e Vila Isabel, o bairro do Andaraí teve seus momentos de glória ao ser retratado na novela Celebridade, mas, atualmente, voltou a ser o que é na realidade: porra nenhuma. Confundido diversas vezes por seus limites, seus moradores admitem morar em todos os lugares adjacentes, menos no Andaraí.

Bonsucesso: o bairro mais mal localizado da cidade, conseguindo a façanha de ser cercado por 17 favelas, e ainda sim ser o bairro mais evoluído da Leopoldina.
Cascadura: Possui cerca de 1527 ônibus por habitante e uma estação de trem.

Cachambi: Também conhecido como Norte Shopping.

Encantado: É um bairro que não existe, está cadastrado por engano pela prefeitura. Alguns dizem que foi fundado pelo filho da Fada Madrinha.

Engenho de Dentro: É um pardieiro onde a única coisa que presta é o recém construído Engenhão, Estádio alugado ao Botafogo (um time de merda com uma torcida chorona que não chega a 10 pessoas). O passatempo de seus moradores é ficar fofocando na fila do Guanabara.

Grajaú: A definição correta para este lugar é "porra nenhuma", pois todos o consideram Grajaú um sub-bairro, mas não é da Tijuca e nem de Vila Isabel. Reza a lenda que existe uma reserva florestal por lá, mas ao que parece não passa de mais uma lenda urbana.

Inhaúma: Se o nome já é feio, imagina o bairro... seu maior ponto turístico é um cemitério onde pervertidos se encontram a noite para fazer sexo.

Madureira: O segundo lugar mais quente e zoneado do mundo. O bairro atrai macumbeiros e tias vendedoras de salgadinhos de toda cidade em busca dos produtos de "excelente qualidade" comercializados no Mercadão de Madureira (conhecido como o shopping da macumba).

Oswaldo Cruz, Bento Ribeiro e Marechal Hermes: Quando você ouvir alguém dizer: ihhh isso é lá na casa do caralho! a coisa fica num desses bairros.

Maracanã: É uma extensão da Mangueira, com favelas verticais chamadas de prédios. Não há nada o que se fazer lá, a opção é se tornar um dos 30 moradores que correm em volta do estádio todo dia. Basta chover e pode-se esquiar ou andar de jetsky pelas ruas alagadas do bairro.

Méier: A capital do subúrbio carioca. Habitado por gente cafona, mas metida a descolada e moderninha. É dividido ao meio pela linha do trem, criando a noção de possuir uma metade feia e outra mais ainda.
Ilha do Governador: A Ilha é uma espécie Niterói que fede. Se não fosse pelo aeroporto do Galeão ninguém, são, iria até lá. Como está fora do continente os moradores acham que estão em uma comunidade de elite, mas na verdade é uma Vila da Penha cercada de cocô por todos os lados.

Lins de Vasconcelos: Local Incerto e Não Sabido L.I.N.S.

Olaria: Um pobre bairro que fica entre Penha e Ramos que não tem nada de especial, a não ser pelo seu famoso clube onde acontecem grandes bailes, como o Baile do Havaí e as domingueiras que aglomeram massas de toda parte da Leopoldina e seus cabelos empastados de creme. Tem também uma "praça de alimentações", a famosa 5 Bocas.

Irajá: Só Greta Garbo pra ir até lá ou Gilberto Gil pra inserir esse bairro horrível em uma de suas músicas. A principal atividade econômica do bairro é o cemitério.

Del Castilho: Se resume a algumas coisas: o shopping Nova América, favelas e o cofre forte da Igreja Universal do Reino de Deus.

Pavuna, Anchieta, Ricardo de Albuquerque e adjacências: Fazem fronteira com nobres municípios da Baixada Fluminense como Duque de Caxias, São João de Meriti e Nilópolis. A principal atividade econômica dos bairros é a indústria funerária, a exploração de serviços como a gatonet e a gato-velox e o jogo do bicho.
P.S.: As adjacências são lugares como Guadalupe, Jardim América, Costa Barros, Barros Filho, Acari, Coelho Neto e Parque Colúmbia, que deveriam ser cercados por grades.

Pilares e Tomás Coelho: Conhecida por ser sede da rebaixada Caprichosos de Pilares, que se localiza embaixo de um viaduto mais usado como banheiro masculino. Resume-se apenas em um viaduto, camelódromo e favelas. Os moradores também tentam incluir o Norte Shopping no bairro, mas na verdade fica no bairro vizinho, Cachambi.

Todos os Santos: Duvido que você saiba onde fica!! Os moradores desse bairro têm grande dificuldade de pegar táxis, já que nenhum taxista conhece o bairro de nome.

São Cristóvão: Lugar feio, sujo e caindo aos pedaços. Hoje se resume à estação de trem-metrô e à Quinta da Boa Vista.

Santa Cruz, Campo Grande, Realengo e Bangu: Juntamente com Cuiabá, são fornos disfarçados. Aparelhos de ar condicionado não funcionam porque derretem.

Tijuca: Fica num vale abafado cercado de favelas habitadas por gente miserável. Composta ex-revolucionários, comunistas e anarquistas. Os tijucanos podem ser facilmente reconhecidos. São caboclos pensando ser ingleses. Sua mais nova invenção está em chamar a praça Varnhagem (também chamada de "Buxixo", pelo tijucano) de Baixo Tijuca, imitação deprimente do Baixo Gávea. Largue sua sogra por 10 minutos na Tijuca que uma bala perdida resolve seu pobrema.
Vila da Penha: Como a Vila Valqueire é um bairro de pobre metido a rico. É cheio de casas antigas e feias. A maior diversão dos moradores é fazer caminhada no valão, Ops! a rua Oliveira Belo. Ainda existem moradores que acham que a Vila da Penha não possui favelas por perto.

Vila Isabel: É uma reta que só tem boteco, casa de vila, outro boteco, casa de vila, outro boteco... ah, e uma porrada de pedras portuguesas soltas pelas calçadas.

Vila Valqueire: Um bairro nos confins (realmente lá no inferno) do subúrbio habitado por uma gente muito feliz só por não estar na merda total que estão seus vizinhos Campinho, Oswaldo Cruz, Bento Ribeiro e Marechal Hermes. Se for telefonar para alguém que mora lá faz um 21... O bairro mais próximo fica várias léguas de distância.

Vicente de Carvalho: Dividido pelo metrô, tem o lado da favela (favela sem shopping) e o lado do shoping (favela com shoping). tem como cidadão ilustre o falecido Escadinha, traficante famoso. Assim como o binômio Tijuca-Rio Comprido, os seres viventes nessa área juram que moram na Vila da Penha, bairro "nobre"(??) das adjacências.


ZONA SUL:
Largo do Machado: Esse "bairro" não existe. Devia se chamar estreito do Machado. Há lá apenas uma estação de Metrô com esse nome, mas do tipo que nem tem escada rolante. Se você está num carro e fala: olha estamos entrando no Larg... já está no Catete.

Leme: Um bairro vizinho de Copacabana, cercado de pensionistas que residem lá há mais de 100 anos, muitos bêbados e pivetes da favela local que infestam a maravilhosa praia de Copacabana.

São Conrado: Abriga uma das maiores favelas do mundo, a Rocinha, embora os cegos moradores do bairro falem que a Rocinha é um bairro à parte de São Conrado ou ainda tentem empurrá-la para a Gávea ou mesmo pro Leblon. Todas as janelas de casas e edifícios têm vista eterna pra Rocinha. Bem, os apartamentos de frente pro mar não dão vista pra Rocinha. Só pros seus moradores que pela manhã tomam sol, tarde assaltam turistas e à noite se acasalam nas mornas areias do Pepino.

Copacabana: Bairro decadente habitado por funcionários públicos que andam em bandos. A área é dominada jogadores de dama e xadrez de rua. O maior hobby é fazer compras na Av. Nossa Senhora de Copacana, o Champs-Élysées deles. Consta do Guiness Book de records, junto com o Catete, como a maior concentração de quitinetes no ocidente.

Gávea: Passagem de luxo pra Rocinha.

Botafogo: Se botá fogo num prédio, lambe tudo. Prédios velhos, apertados, escuros e sufocantes. Paraíso da fumaça negra.

Flamengo, Glória e Catete: Além dos mendigos e de gente afastada pelo instituto (que respondem por 98% da população desses bairros), os outros 2% são de velhos falidos, principalmente portugueses que empobreceram junto com o bairro e ex-suburbanos que vão morar lá em vilas antigas, cortiços e quitinetes só para dizerem que moram na zona sul e não precisarem aguentar horas de trem ou ônibus até o trabalho.
Ipanema: Abriga as mulheres mais gostosas da cidade. Só que elas não moram no bairro, mas vêm da Tijuca, Méier, Campo Grande, atrás de um mauricinho com um carro bacana. O resto é só viado e praia (fechada para moradores aos domingos). Também freqüentado por lutadores de jiu-jítsu e seus pit-bulls. Parece um grande estacionamento porque o trânsito fica parado das 8 às 23h. Os moradores são todos neuróticos por causa dos buzinaços intermináveis. Já está sendo apelidado de Nova Botafogo.

Laranjeiras: É tão ruinzinho que tem um palácio que nem o governador quer morar. Faz fronteira com lugares bonitos (Catumbi, Santa Teresa...) O filme melhor impossível com Jack Nicholson foi inspirado nos moradores de Laranjeiras que andam nas ruas se desviando de cocô de cachorro.

Leblon: É um bairro com gente rica. Grande concentração de corruptos, colarinhos brancos e, evidentemente, políticos. Também tem cocô de cachorro.
Lagoa: Lindo. Espaçoso. Visual espetacular. Mas por causa das duas bocas do Rebouças fica inacessível das 8 às 23 h. Conhecido como a Abaeté carioca. A lagoa tem a água escura e podre. Se você molhar as mãos na água pode escolher: tifo ou hepatite. Os moradores possuem máscaras antigás para usar durante o período de mortandade de peixes. Com assaltos freqüentes, é um veradeiro buraco negro de bicicletas.

Urca: Único bairro aposentado do mundo.


ZONE OESTE:
Vargem Grande e Vargem Pequena: São como o Acre é para o Brasil: Ninguém lembra que existe e só tem mato. Rumores sobre a existência de um parque aquático falido ou sobre uma mansão habitada por Xuxa não foram confirmados, já que ninguém conseguiu achar esses bairros para conferir de perto.

Barra da Tijuca: (do espanhol Baja - Baixada) Uma espécie de Brasília com praia. Habitado por emergentes e pseudo-socialites que não têm grana pra morar no Leblon ou em Ipanema, a Barra da Tijuca é um bairro que adotou o Paulista way of life, onde as pessoas ficam em shoppings a maior parte da sua vida. Pela sua distância do resto do Rio de Janeiro, é considerado por muitos como sendo uma outra cidade. O governo de São Paulo inclusive já entrou com um processo para anexar esta "cidade" ao seu território por ela ser mais próxima de São Paulo do que do Rio de Janeiro. Alguns habitantes da Barra, aliás, acreditam que moram em Miami.

Recreio: Uma roça de luxo, que tenta se equiparar à Barra. Habitada por emergentes que não conseguiram ir pra Barra e vão pra lá pra dizerem que moram na Barra. É como um "estepe", um "consolo" para os emergentes que não tiveram grana pra morar na Baja. A padaria mais próxima está 1 ano-luz de distância.

Cidade de Deus: É disputado por dois bairros: Jacarepaguá e Barra da Tijuca. Quem mora em um diz que a favela faz parte do outro bairro e vice-versa. Graças ao filme de mesmo nome (e que não ganhou nenhum Oscar também) a Cidade de Deus agora é conhecida no mundo todo, principalmente por causa dos traficantes, dos tiroteios frequentes e das drogas, como maconha, cocaína e Tati Quebra-barraco.



Recebi por e-mail.

3 de abr de 2011

Fotos de ontem, reproduzidas hoje.

Um projecto da fotógrafa Irina Werninginvita que chama as pessoas para voltar a tirar uma fotografia no presente,com a mesma configuração e as roupas como se estivessem no passado, mas como elas são e estão agora .É fascinante ver a passagem do tempo nas pessoas e como certos traços e características estão perdidos, mas outros permanecem intactos.

























Invejei. Tbm quero fotos assim *-*